quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Salmo 142 - Com a minha voz clamo ao Senhor...


"Ao SENHOR ergo a minha voz e clamo, com a minha voz suplico ao SENHOR. Derramo perante ele a minha queixa, à sua presença exponho a minha tribulação. Quando dentro de mim me esmorece o espírito, conheces a minha vereda. No caminho em que ando, me ocultam armadilha. Olha à minha direita e vê, pois não há quem me reconheça, nenhum lugar de refúgio, ninguém que por mim se interesse. A ti clamo, SENHOR, e digo: tu és o meu refúgio, o meu quinhão na terra dos viventes. Atende o meu clamor, pois me vejo muito fraco. Livra-me dos meus perseguidores, porque são mais fortes do que eu. Tira a minha alma do cárcere, para que eu dê graças ao teu nome; os justos me rodearão, quando me fizeres esse bem."

Davi escreveu este salmo quando estava na caverna. Davi aquele que outrora, no poder de Deus, enfrentara um gigante com ousadia, com alegria, com força, com confiança, e o vencera, agora está com medo, fugindo, com o espírito desanimado, se sente como um animal a quem os caçadores têm posto armadilha. Davi que antes não precisou de nada e ninguém para enfrentar Golias, uma vez que rejeitou usar a armadura do rei Saul, este mesmo homem está agora olhando para a sua direita para ver alguém que o possa ajudar, no entanto ele não acha.

Neste momento, Davi se reconhece incapaz, se reconhece dependente de Deus, reconhece que o socorro vem do Senhor. E embora ainda ele esteja com medo, ele entrega os seus temores a Deus. Ele sabia que Deus é poderoso para o livrar. 

Talvez você esteja como Davi, se sentindo fraco, desamparado, sozinho e atemorizado... Talvez seja o desemprego, a doença, as dívidas, os problemas familiares, os inimigos, eu não sei, mas lembre-se de Deus sabe e que quando seu espírito esmorece, Ele conhece sua vereda.

O interessante é que os problemas da vida servem, entre outras coisas, para nos aproximar de Deus, para reconhecermos nossa fraqueza, nossa dependência dEle.

Ao passar por momentos assim, faça como Davi. Confie e entregue os seus temores a Deus.