terça-feira, 31 de janeiro de 2012

“Buscai o SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.”

 

Reflexão sobre Isaías 55:6

Que alerta! Que grande alertar este! Muito urgente, pertinente e atual. Urgente pois não sabemos o dia de amanhã: Estudos revelam que mais de 200 mil pessoas morrem subitamente por ano, apenas nos Estados Unidos1. É pertinente pois somos seres eternos, a bíblia nos ensina de que Deus plantou a eternidade2 em nossos corações, que nos fez a Sua imagem e semelhança, de maneira que, embora nosso corpo não seja eterno, nossa alma o é. E por fim atual pois como o próprio texto nos alerta, o momento de buscar é agora, o momento de ouvir a voz de Deus é o tempo presente.

O alerta nos traz um aviso perturbante: Haverá um tempo que as pessoas desejarão procurar mas não será possível mais acha-Lo, O invocarão, mas Ele não estará mais perto. Por isso o tempo de buscar é hoje, é agora, não deixe para amanhã, pois talvez não haja amanhã para mim ou para você.

Nossa vida é como uma sombra3, passa muito rápido, para alguns como o meu amado e saudoso cunhado, Jaimerson (32 anos), para outros nem tanto, mas o fato é que nenhum de nós sabe quando será o nosso fim. Nenhum de nós pode garantir que chegará ao final deste ano de 2012, deste mês de Janeiro, ou mesmo do dia hoje vivo.

Por isso não perca tempo, ouça a sua voz4, abra a porta do seu coração para Ele entrar5 e que Deus use de misericórdia na sua vida!

Que Deus lhe abençoe

1 www.arritmiacardiaca.com.br/p_entendendo13.php

2 “Tudo fez Deus formoso no seu devido tempo; também pôs a eternidade no coração do homem, sem que este possa descobrir as obras que Deus fez desde o princípio até ao fim.” Eclesiastes 3:11

3 “Com efeito, passa o homem como uma sombra; em vão se inquieta; amontoa tesouros e não sabe quem os levará.” Salmos 39:6

4 “Não endureçais, agora, a vossa cerviz, como vossos pais; confiai-vos ao SENHOR, e vinde ao seu santuário que ele santificou para sempre, e servi ao SENHOR, vosso Deus, para que o ardor da sua ira se desvie de vós.” 2 Crônicas 30:8

5 “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo.” Apocalipse 3:20

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

O TEMPORA! O MORES!

Não é de hoje que eu digo e ouço alguém dizer: Vivemos uma época sem valores éticos, morais. Mas vejo que também hoje vivemos a época da falta de critério, falta de pensamento crítico, somos levados, somos conduzidos, engolimos todo tipo de lixo que nos empurram pela mídia.

Enquanto a massa se sacia com histórias sobre um estupro em um programa televisivo, ou ainda se encanta, se envolve com a divulgação de uma história sem qualquer significado prático de uma moça que está num país norte-americano, perdemos a oportunidade sermos críticos, inteligentes, agentes de transformação.

Certa vez, li um comentário de jovem de 15 anos criticando o dono de um famoso site de humor sobre sua longa resposta a uma pessoa, isto porque o dono do site havia escrito 4 ou 5 parágrafos com uma sensata orientação.

Veja o comentário:

“M. R. você tem que entender que no seu site entra gente que nem eu, que tem 15 anos de idade e está na época dos vídeos. Quando eu vi aquele seu comentário gigante de hoje, nem li.”

A resposta ao comentário foi crítica, mas brilhante:

“Nunca uma frase expressou tão bem a maior ameaça ao futuro do Brasil.”

Mas fico ainda mais preocupado ao ver que, mesmo entre os cristãos, o referido programa televisivo ou mesmo a história da moça que estava lá, que veio e que voltou, há maior divulgação do que a mensagem do evangelho.

Fico espantado ao ver no FACEBOOK de adolescentes, jovens e até adultos, servos do Senhor Jesus, o desperdício de tempo com assuntos tão banais, com coisas que não edificam. Não quero dizer que isto está errado, que é pecado, que estou imune a isto, mas me pergunto sempre, o que será Paulo quis dizer ao escrever?

“Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm; todas são lícitas, mas nem todas edificam.” I Coríntios 10:23

Para mim, o cerne da questão é que não temos vivido conforme Deus nos orienta em Sua Palavra, pois será que estamos postando mensagens no FACE, no TWITTER, ou em qualquer outra rede com o intuito de glorificar a Deus?

“Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus.” I Coríntios 10:31

O meu desejo e oração é que Deus nos desperte, o Seu povo, a que vivamos em tudo, na realidade, virtualidade, enfim, em todas as áreas de nossa vida para a glória de Deus. Que aprendamos a filtrar aquilo que edifica daquilo que não!

Que Deus nos abençoe!

Observação: A expressão O TEMPORA! O MORES! Significa: Que tempos os nossos! E que costumes! [Cícero] e foi extraída do site http://tempora-mores.blogspot.com/

domingo, 22 de janeiro de 2012

Todos os recifes

Navio

Certo dia interpelaram um experiente capitão de um grande e belo navio transatlântico sobre os perigos que existem nas costas dos países. O indagaram sobre o seu conhecimento e sua experiência e o fato dele nunca ter tido um acidente com nenhum dos muitos navios que ele guiou. Uma das perguntas foi:

- O senhor conhece todos os recifes espalhados pela costa dos países?

Ele sabiamente respondeu:

- Não, nem é preciso que eu os conheça, me basta conhecer o canal e navegar sempre nele.

A Bíblia, a palavra de Deus, é nossa única e suficiente regra de fé e prática, se navegarmos por ela, não nos acidentaremos, e nem precisaremos conhecer caminhos que não são indicados por ela.

“Bem-aventurado aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos!”
Salmos 128:1

Conta corrente com Deus

“Tão-somente, pois, temei ao SENHOR e servi-o fielmente de todo o vosso coração; pois vede quão grandiosas coisas vos fez.” 1º Samuel 12:24

Certo homem resolveu abrir um livro de contas correntes com o Senhor. De um lado escrevia tudo o que Deus fazia para ele. Se um amigo o ajudava, o encorajava, ele escrevia num lado. Se adoecia e Deus o curava, ele tomava nota, e enfim anotava todas as misericórdias e favores diários que Deus lhe concedia. Do outro lado, ele escrevia tudo o que ele mesmo fazia para Deus. Mas afinal ele resolveu desistir do seu livro de conta correntes, dizendo: “É inútil, não posso obter balanço. Fico sempre devendo a Deus.”

Todos nós podemos contar esta mesma história. As bençãos de Deus têm sido abundantes sobre nós, e nunca poderemos pagar a sua bondade e o seu amor por nós.

“Conta as bençãos, conta quantas são, recebidas da divina mão; vem dizê-las, todas de uma vez, e verás surpreso quanto Deus já fez”

Extraído de um velho livro de ilustrações, cujo autor não é mencionado.

Mesmo que você esteja sofrendo, mesmo que a dor e a morte estejam batendo a sua porta, mesmo que o desemprego, a insegurança, a injustiça estejam gritando ao seu lado, lembre-se de que o nosso Deus é com aqueles a quem ama. Lembre-se de que Ele não poupou a vida de Seu próprio filho, antes O entregou para que tivéssemos vida.

Se entregue hoje a Ele e você verá que “grandiosas coisas vos fez.”

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Nem para a direita e nem para a esquerda

Atualmente vivemos épocas difíceis, o relativismos tem invadido e destruído os fundamentos base dos valores morais, éticos e de fé. Hoje em dia não existe mais valor, a questão é, se me faz bem, não importa mais nada.

E neste egocentrismo humanista, o homem tem se emaranhado com suas próprias cadeias, achando que o fato de não se submeter a vontade de Deus o faz uma pessoa livre. Ledo engano!

“e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” João 8:32

Do outro lado temos aqueles que se, numa pseud. busca na Palavra de Deus, criam leis e jugos, menosprezando o sacrifício de Cristo, o substituindo por sacrifícios humanos, como se pela sua própria força ou apego, o homem pudesse se salvar.

Mas isto não é novo, na época do apóstolo Paulo, havia uma discussão na igreja para que os gentios fizessem a circuncisão, Paulo chega a repreender a Pedro, que outrora aceitou o fato dos gentios não se circuncidarem para fazer parte da igreja visível de Cristo, mas pressionado pela chegada de outros Judeus, cedeu à pressão e se afastou daqueles gentios, com quem outrora ele havia inclusive ceado junto.

“Quando, porém, Cefas veio a Antioquia, resisti-lhe face a face, porque se tornara repreensível. Com efeito, antes de chegarem alguns da parte de Tiago, comia com os gentios; quando, porém, chegaram, afastou-se e, por fim, veio a apartar-se, temendo os da circuncisão. E também os demais judeus dissimularam com ele, a ponto de o próprio Barnabé ter-se deixado levar pela dissimulação deles. Quando, porém, vi que não procediam corretamente segundo a verdade do evangelho, disse a Cefas, na presença de todos: se, sendo tu judeu, vives como gentio e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus? Nós, judeus por natureza e não pecadores dentre os gentios, sabendo, contudo, que o homem não é justificado por obras da lei, e sim mediante a fé em Cristo Jesus, também temos crido em Cristo Jesus, para que fôssemos justificados pela fé em Cristo e não por obras da lei, pois, por obras da lei, ninguém será justificado. Mas se, procurando ser justificados em Cristo, fomos nós mesmos também achados pecadores, dar-se-á o caso de ser Cristo ministro do pecado? Certo que não! Porque, se torno a edificar aquilo que destruí, a mim mesmo me constituo transgressor. Porque eu, mediante a própria lei, morri para a lei, a fim de viver para Deus. Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim. Não anulo a graça de Deus; pois, se a justiça é mediante a lei, segue-se que morreu Cristo em vão.” Gálatas 2:11-21

Paulo exorta a Pedro, e a nós hoje para que não negligenciemos a obra suficiente de Cristo, pois a Sua obra foi completa, e por isso não nos é necessário nada além da fé nEle para que sejamos salvos:

“E é evidente que, pela lei, ninguém é justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé.” Gálatas 3:11

Está claro, se nos dedicarmos ao estudo das escrituras, que entenderemos que devemos praticar as boas obras, que a fé em Cristo não exclui a nossa responsabilidade de que elas devem ser praticadas para que:

1) O nome de Deus seja glorificado:

“Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.” Mateus 5:16

2) Para a nossa felicidade e bem:

“Bem-aventurado o que acode ao necessitado; o SENHOR o livra no dia do mal.” Salmos 41:1;

“Aleluia! Bem-aventurado o homem que teme ao SENHOR e se compraz nos seus mandamentos.” Salmos 112:1

“Bem-aventurado aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos!” Salmos 128:1 

3) Para não sermos castigados por Deus:

“Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará.” Gálatas 6:7

“Porque o SENHOR repreende a quem ama, assim como o pai, ao filho a quem quer bem.” Provérbios 3:12

4) Para demonstrarmos o nosso amor a Deus:

“Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele.” João 14:21

Por fim, faço o mesmo apelo que foi escrito no livro de Provérbios:

“Filho meu, atenta para as minhas palavras; aos meus ensinamentos inclina os ouvidos. Não os deixes apartar-se dos teus olhos; guarda-os no mais íntimo do teu coração. Porque são vida para quem os acha e saúde, para o seu corpo. Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida. Desvia de ti a falsidade da boca e afasta de ti a perversidade dos lábios. Os teus olhos olhem direito, e as tuas pálpebras, diretamente diante de ti. Pondera a vereda de teus pés, e todos os teus caminhos sejam retos. Não declines nem para a direita nem para a esquerda; retira o teu pé do mal.” Provérbios 4:20-27

Que Deus nos conduza e nos mantenha caminhando sempre em Seus caminhos.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Você iria?

Certo dia durante o almoço, conversava com um amigo sobre a maravilhosa graça de Deus demonstrada através da salvação em Cristo Jesus, conversávamos sobre o fato de Deus ter nos escolhido, assim como sobre o fato de não termos nenhum mérito ou valor para fazer merecer o amor de Deus.

De repente, ele me externou a sua preocupação com um outro amigo nosso que lhe falou que se Jesus voltasse agora, por conta da maneira como ele vinha vivendo ele não iria para o céu.

Apesar de entender a preocupação dele, depois de o ouvir explicar que ele houvera animado o irmão a seguir em frente, a buscar mais a Deus, eu o fiz a seguinte pergunta:

- Silveira, se Jesus voltasse agora, neste exato momento, você iria para o céu com Ele?

Nesta hora ele baixou sua cabeça, ponderou por alguns instantes e me disse entristecidamente:

- Eu acho que não, não, não iria!

O que aconteceu com Silveira é que ele olhou para a sua vida, olhou para as suas ações procurando méritos pelos quais ele pudesse ser considerado digno…Graças a Deus ele não achou.

Para mostrar-lhe a grandeza da graça de Deus eu lhe disse que eu iria! E ele tentando penetrar o meu pensamento, me olhou intrigado, e eu logo lhe expliquei:

- Silveira, você se lembra que é pela graça? Não é por méritos amigo. Eu olho para a minha vida e vejo o mesmo que você viu na sua, eu não vejo nada que me faça merecedor da salvação. Mas quando eu olho para Cristo, o meu Suficiente Salvador, vejo e descanso que a Sua obra foi e é suficiente para me salvar. E é por isso que apesar do que sou, eu procuro agir de maneira a agrada-lo, de maneira a demonstrar o quanto eu O amo, pois Ele me amou primeiro.

Finalmente, eu contei a ele uma história que ele já conhecia, a história da passagem do Anjo da Morte pelo Egito, a história da 10ª praga:

- Silveira, quando o Anjo da Morte passou pelo Egito, Ele não entrou nas casas cujos umbrais estavam lambuzados com o sangue de um cordeiro. Ele não parou para analisar se lá haviam pessoas santas ou não, Ele simplesmente olhou para os umbrais das portas. De mesma forma, no dia da volta de Cristo, Deus não olhará para a minha vida, mas para o sangue de Jesus lambuzado nos umbrais do meu coração. Desta forma em Cristo a minha salvação é garantida.

Por fim, felizes com a percepção da maravilha da graça de Deus, nós recitamos juntos Efésios 2:8-9

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie.”

E nos lembramos ainda de Romanos 8:38-39

"Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor."

A pergunta agora é para você, você iria?

Que Deus lhe abençoe e aplique a Sua palavra ao seu coração.

 

Observação: Silveira é um nome fictício deste meu amigo, servo de Deus, um rapaz apegado a Jesus, que tem se dedicado ao serviço de Deus. Tenho o privilégio de trabalhar com ele na mesma empresa.

Um dia triste, uma maravilhosa notícia



Era um dia triste, o sol não brilhava, havia um pesar no ar, o vento soprava despretensiosamente sem sua habitual força, haviam algumas nuvens no céu, mas nada que indicasse a vinda de um temporal. Os pássaros percebendo algo incomum, se recolheram aos seus ninhos, e neste dia não entoaram qualquer cântico. Os peixes se aquietaram em suas pequenas cavernas marinhas, como acuados por grande predador. As flores murcharam, não permitindo que ninguém sentisse os seus perfumes.
De repente lá vai vem Ele cercado de pessoas a lhe maldizer, subindo lentamente Ele dava cada passo com muita dificuldade, em Seu rosto a marca do sofrimento e das dores pelas quais Ele havia enfrentado, nada comparável ao que Ele ainda passaria. Muitos ao O verem daquela forma indagaram: Como pode? Por que Ele não reage?
Estou falando de Jesus, o meu Salvador, o Eterno, o Santo, o Justo, o Majestoso, o Maravilhoso, o Cheio de Graça e Glória, o Supremo, o Soberano, o que é, que era e que há de Ser, o Rei dos reis, o Senhor dos senhores, o Onipotente, Onisciente, Onipresente, o que morreu, mas que ressuscitou.
Ele não reagiu, embora pudesse, Ele não se negou a pagar o preço que eu devia, Ele não se poupou de todo o sofrimento que era para mim, Ele não deixou de morrer a morte que estava reservada a mim, simplesmente porque me amou.
Oh Senhor Jesus, eu Te louvo pelo Teu amor para comigo, porque Tu te fizeste nada para que eu, que nada sou, pudesse ser chamado filho de Deus. Sofreste para que eu pudesse desfrutar de bênçãos eternas ao Teu lado.
Jamais terei que passar pela Morte Eterna, porque Tu a vencestes por mim, fizesse algo que nem eu, nem ninguém, senão Tu, poderia fazer.
Louvado seja o teu nome eternamente.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

2012 (Ano novo, planos novos)

 

2012, ano novo, é hora de analisar o que fizemos em 2011, e de refazer o nosso planejamento. Fazemos planos, escolhemos novos sonhos a perseguir, decidimos mudar coisas em nossas vidas que consideramos que não foram bem.

Fazemos diversos planos, planos para continuar no emprego, para mudar de emprego, para montar uma empresa, para casar, para se separar (espero que este não seja o seu plano), plano para ter um filho, para fazer um curso, para tirar um diploma, para tirar férias, para viajar, para cuidar mais da sua família… São tantos planos, tantos sonhos.

Fazemos isto, via de regra, porque o ano novo nos traz um sentimento de recomeço, um sentimento de que podemos e devemos fazer melhor as coisas do que fizemos no ano que se passou.

Ao pensar em que planos faria para 2012, me lembrei de uma conversa que tive com um amigo com quem trabalho atualmente, na ocasião de nossa confraternização, ele, de maneira simples, nos instruiu a nos lembrarmos de que deveríamos fazer planos segundo a vontade de Deus. Planos para estar mais perto de Jesus, andando de maneira mais agradável a Ele.

A partir daquele dia me voltei ao planejamento, pensando em como poderia ser mais achegado a Deus, como poderia utilizar minha vida mais a serviço de Deus e menos em serviço dos meus próprios interesses.

Medidanto ainda sobre este tema, me lembrei de alguns versículos bíblicos que nos ensina que podemos fazer planos, que é Deus que vem aquilo que de fato acontecerá:

“O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do SENHOR.” Provérbios 16:1

A Palavra de Deus ainda nos ensina que apenas os planos de Deus é que não podem ser frustrados, mas os nossos:

“Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado.” Jó 42:2

Mas a Biblia também nos ensina que quando confiamos a Deus as nossas obras, Ele nos ajuda fazendo com que as coisas aconteçam:

“Confia ao SENHOR as tuas obras, e os teus desígnios serão estabelecidos.” Provérbios 16:3

Por isso decidi fazer meus planos confiando plenamente em Deus, almejando o agradar através da realização deles. E assim eu tenho certeza, baseado na palavra de Deus, que Ele mesmo realizará os meus sonhos.

Feliz 2012.