terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Você iria?

Certo dia durante o almoço, conversava com um amigo sobre a maravilhosa graça de Deus demonstrada através da salvação em Cristo Jesus, conversávamos sobre o fato de Deus ter nos escolhido, assim como sobre o fato de não termos nenhum mérito ou valor para fazer merecer o amor de Deus.

De repente, ele me externou a sua preocupação com um outro amigo nosso que lhe falou que se Jesus voltasse agora, por conta da maneira como ele vinha vivendo ele não iria para o céu.

Apesar de entender a preocupação dele, depois de o ouvir explicar que ele houvera animado o irmão a seguir em frente, a buscar mais a Deus, eu o fiz a seguinte pergunta:

- Silveira, se Jesus voltasse agora, neste exato momento, você iria para o céu com Ele?

Nesta hora ele baixou sua cabeça, ponderou por alguns instantes e me disse entristecidamente:

- Eu acho que não, não, não iria!

O que aconteceu com Silveira é que ele olhou para a sua vida, olhou para as suas ações procurando méritos pelos quais ele pudesse ser considerado digno…Graças a Deus ele não achou.

Para mostrar-lhe a grandeza da graça de Deus eu lhe disse que eu iria! E ele tentando penetrar o meu pensamento, me olhou intrigado, e eu logo lhe expliquei:

- Silveira, você se lembra que é pela graça? Não é por méritos amigo. Eu olho para a minha vida e vejo o mesmo que você viu na sua, eu não vejo nada que me faça merecedor da salvação. Mas quando eu olho para Cristo, o meu Suficiente Salvador, vejo e descanso que a Sua obra foi e é suficiente para me salvar. E é por isso que apesar do que sou, eu procuro agir de maneira a agrada-lo, de maneira a demonstrar o quanto eu O amo, pois Ele me amou primeiro.

Finalmente, eu contei a ele uma história que ele já conhecia, a história da passagem do Anjo da Morte pelo Egito, a história da 10ª praga:

- Silveira, quando o Anjo da Morte passou pelo Egito, Ele não entrou nas casas cujos umbrais estavam lambuzados com o sangue de um cordeiro. Ele não parou para analisar se lá haviam pessoas santas ou não, Ele simplesmente olhou para os umbrais das portas. De mesma forma, no dia da volta de Cristo, Deus não olhará para a minha vida, mas para o sangue de Jesus lambuzado nos umbrais do meu coração. Desta forma em Cristo a minha salvação é garantida.

Por fim, felizes com a percepção da maravilha da graça de Deus, nós recitamos juntos Efésios 2:8-9

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie.”

E nos lembramos ainda de Romanos 8:38-39

"Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor."

A pergunta agora é para você, você iria?

Que Deus lhe abençoe e aplique a Sua palavra ao seu coração.

 

Observação: Silveira é um nome fictício deste meu amigo, servo de Deus, um rapaz apegado a Jesus, que tem se dedicado ao serviço de Deus. Tenho o privilégio de trabalhar com ele na mesma empresa.

Nenhum comentário: