quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Questões sobre namoro


Transcrevo aqui parte da palestra que tive o privilégio de ministrar para um grupo de adolescentes em uma igreja na Ilha de Itamaracá, no dia 04 de outubro de 2014.


Em primeiro lugar coloquei que, à luz da Bíblia, não há como um jovem namorar uma moça, sem que este relacionamento vise o casamento. "Ficar", portanto como relacionamento egoísta, onde os jovens se tratam como objetos, está fora dos padrões bíblicos e portanto se constitui em ação pecaminosa. (Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei pois os membros de Cristo, e os farei membros de uma meretriz? De modo nenhum. 1ª Coríntios 6.15)


Uma vez que o namoro deve sempre visar o casamento, lancei para eles três questões que considero importantes para se tomar uma decisão no cotexto do namoro:


1) Com quem devo namorar?

A escolha do namorado e por conseguinte do cônjuge, é algo que deve ser feito debaixo de muita oração e orientação. A bíblia nos ensina que Deus é quem nos dá uma esposa prudente (Casa e riquezas são herdadas dos pais; mas a mulher prudente vem do Senhor. Provérbios 19:14) Por isso devemos estar atentos as orientações de Deus, que nos são colocadas em sua Palavra. A principal delas é a de que não devemos nos submeter a um julgo desigual, ou seja, não devemos nos casar com alguém que não tema a Deus, e aqui, eu abro um parênteses (Nem sempre pessoas de igreja, são de fatos servos do Senhor).


Devemos ainda observar a orientação de nossos pais (Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensino de tua mãe. Provérbios 1.8), portanto, querido ou querida jovem, atente para o que seus pais lhe dizem, seus líderes, seus pastores, pessoas que por serem mais velhas que você, têm mais experiências, e principalmente se eles conhecerem e amarem também ao Senhor Jesus.


2) Quando devo namorar?


Aqui o debate foi grande, uns dizendo que aos 15 anos, outros aos 18. O princípio aqui é o seguinte: Se eu namoro é para casar, e eu sei que um namoro demorado vai me levar a uma nível de intimidade que deixará eu e minha namorada em situações de vulnerabilidade, principalmente, na área sexual, devo começar a namorar com uma idade em que eu já possa pensar em coisas concernentes a um casamento. Namoros longos, via de regra, levam os jovens a uma intimidade tal que o ato sexual, algo restrito ao casamento, torna-se uma pratica constante, afastando ambos de Deus e trazendo como consequências:

A) Gravidez indesejada;
B) Desvalorização da pessoa, especialmente da moça;
C) Sentimentos de possessão e ciúmes; 


Eu os instruir sobre a opção de deixar para namorar um pouco mais tarde, pode ser útil para os ajudar a fugir da impureza, pois já trabalhando, formado, mais maduro o jovem, via de regra, está mais apto a casar do que quando ainda se é adolescente, por exemplo. (Fugi da impureza. Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo. 1º Coríntios 6:18).


3) O que devo e o que não devo fazer durante o tempo de namoro?

Neste momento, os lembrei que os nossos corpos são habitação do Espírito Santo, que Deus vê todas as coisas, e de que devemos nos lembrar de que estamos sempre em Sua santa presença. Lembrei-os ainda que não devemos defraudar a ninguém. Mas o que é defraudar? "? Defraudar é desperta em alguém um desejo que você não pode satisfazer." Então o cuidado deve ser total, pois defraudar é pecado. (Sabes os mandamentos: Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, não defraudarás ninguém, honra a teu pai e tua mãe. Marcos 10:19) O tempo de namoro deve ser utilizado para o planejamento da vida a dois, conversas, orientações, estudos da palavra de Deus, devem ser feitos a fim de o casal se manter santo na presença de Deus. 

Por fim os advertir sobre duas coisas: 

A) Não devemos menosprezar a graça e a misericórdia de Deus, pois Ele é justo e aquilo que plantamos, certamente colheremos (Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará. Gálatas 6:7)

B) O nosso viver e agir devem refletir o nosso amor por Jesus, e em tudo devemos glorificar o seu nome (Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus. 1ª Coríntios 10:31) 

Que Deus nos abençoe e nos ajude a viver para o louvor da glória de Jesus, nosso salvador!