terça-feira, 30 de agosto de 2011

Sou feliz com Jesus, meu Senhor!

O hino abaixo é um dos hinos mais lindos que já ouvi. Tanto a letra quanto sua quanto a melodia são um deleite para a nossa alma cançada das arduras desta vida.

A história deste hino é ainda mais impressionante, assim como Jó, seu autor conseguiu louvar a Deus mesmo em meio a dor extrema.

Senhor que eu não precise passar por situações como esta, mas se elas vierem que eu possa ser fiel como este teu servo foi. (Abaixo estão a letra e a história do seu autor)

Deus os abençoe.

Sou feliz

Se paz a mais doce me deres gozar
Se dor a mais forte sofrer, oh! Seja o que for,
Tu me fazes saber que feliz com Jesus sempre sou!

Sou feliz com Jesus, sou feliz com Jesus
Sou feliz com Jesus, meu Senhor!

Embora me assalte o cruel Satanás
E ataque com vis tentações;
Oh! certo eu estou, apesar de aflições,
Que feliz eu serei com Jesus!

Meu triste pecado por meu Salvador
Foi pago de um modo cabal;
Valeu-me o Senhor, oh! mercê sem igual
Sou Feliz! Graças dou a Jesus!

A vinda eu anseio do meu Salvador,
Em breve virá me levar
Ao céu onde vou para sempre morar
Com remidos na luz do Senhor.

Este hino foi escrito por Horatio Gates Spafford, americano que viveu entre os anos de 1828 e 1888.

image

Advogado de formação, cristão, presbiteriano, fora alcaçado por Jesus quanto teve contato com Moody, um dos maiores avivalistas da história. Casou-se com Anna Spafford com quem teve 5 filhos.

image

Em 1971, meses depois dele ter feito pesados investimentos imobiliários na cidade de Chicago, a mesma foi atingida por um grande incêncio que destruiu totalmente os imóveis nos quais ele havia investido.

Além do forte abalo financeiro, Spafford sofreria mais um duro golpe, a dolorosa perda de seu filho. Esta que trouxe grande sofrimento dor à toda a família.

image

O piedoso advogado, procurando um tempo de refrigério e descanso, resolveu viajar com sua esposa e suas 4 filhas para a Europa, onde se encontraria com Moody e Sankey em uma cruzada evangelistica na Inglaterra, em 1873.

Em novembro daquele ano, devido a inesperados compromissos de negócios, Spafford precisou permanecer em Chicago; mas ele enviou sua esposa e as suas 4 filhas conforme já estava programado no navio S.S. Ville du Havre. Sua expectativa era seguir viagem dias depois.

image

No dia 22 de novembro de 1873, o navio sofreu um acidente e naufragou em 12 minutos. Dias depois, os sobreviventes finalmente chegaram em Cardiff, no Pais de Galles, e a senhora Spafford mandou um telegrama ao seu marido:"SALVA, PORÉM SÓ". As 4 filhas morreram naquele naufrágio.

image

Imediatamente após receber o telegrama da esposa, Spafford tomou um navio e foi ao encontro de sua esposa. Spafford escreveu a letra deste hino quando outro navio, que o transportava para a Inglaterra, chegou perto do local da tragédia.

Spafford escreveu a letra deste hino. Spafford profundamente comovido e sustentado pelo Deus que inspira canções nas noites escuras, começou a escrever: "Se paz a mais doce me deres gozar...”

Um comentário:

Suênia Moura disse...

A fé nos ajuda a aceitar os planos misteriosos de Deus quando não conseguimos entender.