sábado, 22 de janeiro de 2011

“Se tudo já está determinado, por que precisamos orar?”



Certo dia, um jovem triste me dizia que não iria para o culto de oração de sua igreja. Ele estava triste porque um grande amigo seu havia morrido, mesmo depois de muitas orações e súplicas que ele havia feito a Deus. Resignado com a vontade de Deus, ele me interpelou: Se tudo já está determinado, por que precisamos orar?

Confesso que fiquei atordoado e pensando de que maneira poderia responder àquela sincera expressão do coração de um servo de Deus. De que maneira poderia o instruir sobre a verdadeira razão pela qual devemos orar.

O intuito deste texto não é esgotar todo o conceito que a oração traz, mas expor a resposta que serviu de instrumentos nas mãos de Deus para consolar e convencer aquele jovem da razão pela qual ele deveria orar, e também de orar no culto de oração.

Primeiramente apresentei a ele os motivos pelos quais se deve orar:

1) Devemos orar porque é uma ordem direta de Deus. A bíblia nos incita a orar. Salmos 122:6 Orai pela paz de Jerusalém! Sejam prósperos os que te amam. Jeremias 29:7 Procurai a paz da cidade para onde vos desterrei e orai por ela ao SENHOR; porque na sua paz vós tereis paz. Mateus 5:44 Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; Mateus 24:20 Orai para que a vossa fuga não se dê no inverno, nem no sábado; Mateus 26:41 Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca. Marcos 13:18 Orai para que isso não suceda no inverno. Marcos 13:33 Estai de sobreaviso, vigiai e orai; porque não sabeis quando será o tempo. Marcos 14:38 Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca. 1ª Tessalonicenses 5:17 Orai sem cessar.

2) Devemos orar porque Jesus, mesmo sendo Deus, orou, nos deixando o seu exemplo e a instrução. Mateus 26:36 Em seguida, foi Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani e disse a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar; Marcos 1:35 Tendo-se levantado alta madrugada, saiu, foi para um lugar deserto e ali orava. Marcos 14:32 Então, foram a um lugar chamado Getsêmani; ali chegados, disse Jesus a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto eu vou orar. Lucas 3:21 E aconteceu que, ao ser todo o povo batizado, também o foi Jesus; e, estando ele a orar, o céu se abriu, Lucas 9:18 Estando ele orando à parte, achavam-se presentes os discípulos, a quem perguntou: Quem dizem as multidões que sou eu? Lucas 9:28 Cerca de oito dias depois de proferidas estas palavras, tomando consigo a Pedro, João e Tiago, subiu ao monte com o propósito de orar. Lucas 11:1 De uma feita, estava Jesus orando em certo lugar; quando terminou, um dos seus discípulos lhe pediu: Senhor, ensina-nos a orar como também João ensinou aos seus discípulos. Lucas 18:1 Disse-lhes Jesus uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca esmorecer.

3) Devemos orar porque a oração não muda Deus, mas nos muda, nos preparando para enfrentar as situações. Nos prepara para passar pelas aflições. O sofrimento deste mundo é conseqüência direta do pecado que em nós habita. Deus não nos criou para sofrer, embora por vezes use o sofrimento para trabalhar o nosso caráter. A oração é a maior força da terra, não porque Deus mudará seus planos por conta dela, mas por que ela mudará a nossa percepção, nos fazendo entender as coisas a partir da ótica de Deus.  Um presbítero, amigo meu, me falou: Na oração geralmente nós falamos aquilo que desejamos, mas também precisamos estar atentos a aquilo que Deus deseja;

Depois disto mostrei a ele que a oração em conjunto com a igreja é algo salutar e que traz resultados práticos às nossas vidas, o apóstolo Paulo e o escritor do livro de Hebreus, pediram orações de irmãos em seu favor: 1ª Tessalonicenses 5:25 Irmãos, orai por nós. 2ª Tessalonicenses 3:1 Finalmente, irmãos, orai por nós, para que a palavra do Senhor se propague e seja glorificada, como também está acontecendo entre vós; Hebreus 13:18 Orai por nós, pois estamos persuadidos de termos boa consciência, desejando em todas as coisas viver condignamente.

O próprio Deus através de sua palavra nos ensinou a cerca de quando o seu povo se reúne para orar: 2 Crônicas 7:14 se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra. Mateus 18:20 Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles. Tiago 5:16 Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.

Findei a conversa dizendo-lhe que não sabemos pedir a Deus, que se Deus fizesse tudo quanto O pedimos certamente estaríamos em maus lençóis. Eu lhe falei que Deus não nos perderá jamais, pois nenhuma gota do sangue de Cristo foi vertida em vão. E por isso Deus fará o que for necessário para que não nos percamos.

Sou grato a Deus pelo fato de estas palavras terem alcançado o coração deste meu amigo, dEle ter me dado as palavras certas para isto naquele momento, e naquele mesmo dia, meu amigo foi comigo para o culto de oração.

Que Deus nos conduza mediante sua graça que é maior que a vida e que nos trate sempre de acordo com a sua infinita misericórdia.

Deus o abençoe!

Um comentário:

Anônimo disse...

Texto muito bom. Deus o abençoe!